Portas

Quando ela se deu conta já estava na porta da casa dele, ela sabia que aquilo podia ser o fim de tudo, mas quando ela se deu conta estava na porta da casa dela pronta para tomar mais um gole da desilusão.

Pensou três vezes antes de bater e quando gritou o nome dele teve certeza que aquela era a ultima vez que abriria a boca para falar aquele nome, ela resolveu que era à hora da virada, o momento que ela iria partir para o tudo ou nada

E quando a porta abriu, ela se sentiu pequena demais para tudo aquilo, mas não desistiu falou tudo o que queria e pensava e fechou a porta deixando tudo para trás e na mesma hora que aquela porta de desencontros, de magoas e de dor se fechou ela abriu outra porta, que a levava para um lugar onde ela se sentia um tanto bem maior, um lugar onde a ausência dele se tornou alegria e o lugar onde ela encontrou a metade dela de volta.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s