Pequenas coisas

Quando eu era criança demorava a acreditar nos finais felizes. A heroína sempre parecia andar em direção ao por do sol acompanhada do cara errado. Um dia meu pai me encontrou chorando, eu estava assistindo a “Bela e a Fera” e ele me perguntou o que eu tinha.
Eu respondi que não existia chance alguma para a Fera e a Bela, eles não serviam um para o outro, eles não tinham nada em comum ! Quando o desenho acabar, o coração deles vai ser partido para sempre – disse para ele. Mas ele me deu um beijo na testa e respondeu: As vezes, quando se está apaixonado não ligamos para as pequenas coisas.
Acho que vou levar o conselho do meu pai dentro de mim por muito tempo. Existem coisas que precisam ser decididas por você mesmo. Eu quero me apaixonar. Eu quero fazer minhas próprias escolhas. Mesmo que isso signifique que meu coração será quebrado em milhões de pedaços. Mesmo que eu tenha que encontrar a força novamente para colar tudo, eu quero continuar gostando de você. Então é por isso que estou escrevendo aqui essa noite, porque eu preciso de algo diferente, porque eu preciso de você do meu lado, mesmo que seja somente para ganhar seu olhar.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s