Onde os anjos temem ir

Abriu os olhos com dificuldade, o corpo todo doía e o único som que conseguia ouvir era do monitor cardíaco do seu lado. Tentou mexer os braços, mas emaranhados de fios o prendiam, as pernas ela não sentia e só percebeu que existia um tubo em sua garganta quando tentou gritar e não conseguiu.

O que tinha acontecido? Como tinha ido parar ali? Não lembrava de nada. Fechou os olhos novamente e tentou recuperar a memória. Alguns flashes começaram a aparecer, ela saindo apressada de casa, procurando as chaves na bolsa e um caminhão desgovernado vindo em sua direção. Então, era isso, tinha batido com seu carro e agora estava ali, naquele lugar frio e escuro.

Cansada, parecia ouvir a voz de uma criança dizendo:

– Devíamos comprar confetes para quando a tia Ceci acordar

– Querido, tia Ceci está muito doente

– Eu sei, mas lembra quando ganhei o campeonato de futebol na escola? E fiz o gol da vitória? Lembra como foi? Acho que vai ser exatamente assim quando a tia Ceci acordar. Devíamos comprar confetes.

As vozes continuavam e agora sentia perto dela um homem dizendo:

– Não sei se existe céu, mas sei que existe um plano para isso. De alguma maneira no meu céu somos somente nós. Você e eu, eles devem ter um plano para fazer isso acontecer.

Confusa, lembrou que as melhores histórias que já ouviu ou contou falam a respeito da força de vontade, são sobre determinação e coragem nas situações de grande adversidade, mostra a vontade de vencer, de lutar, da vontade de sobreviver. Grande parte dos filmes nos ajudam a lembrar porque estamos aqui e de como preciosa e bem precária é a vida, mas acima de tudo, nos faz admitir o quanto somos sortudos por termos uns aos outros.

Foi ainda com as vozes das pessoas que amavam ecoavam na sua mente que acordou.  Enquanto enfermeiras e médicos tiravam os emaranhados de fios ligados em seu corpo comemorando um milagre ela respirou fundo certa da sorte que tinha.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s