Aqui é o meu lugar

Não sou egoísta, juro.  Reparto o pão, compartilho dos livros, da música, da xícara de açúcar com o vizinho. Partilho o espaço no metrô, eu divido a cidade, a rua, o banco da praça.

Mas aqui é diferente, é o canto que escolhi para chamar de meu, o espaço onde o tempo passa rápido, leva histórias, absorve lembranças.

 

Cuidei de cada espaçinho, de cada aquisição. Troco os copos, compro pratos. Mudo os móveis de lugar, desenho nas paredes, penduro quadros e retratos, colo post-it’s no corredor porque essa é a minha área. Essa é a minha zona.

 

Aqui eu não preciso fazer nada… ou quase nada. Dentro destas quatro paredes eu não encontro qualquer inibição de ser quem eu sou. Sem máscaras, sem fingimento aqui eu danço no meio da sala, choro sentada no sofá, pulo em cima da cama, brigo com as panelas, converso com os porta-retratos, passo horas olhando a janela, dou risada das conversas do vizinho, canto no chuveiro, quebro copos, testo receitas, recebo os amigos, ando de pantufas, fico de pijama.

 

Aqui respiro, penso, descanso e me entrego. Seja por um minuto. Ou um dia inteiro, entro em contato comigo mesmo, descubro aflições, curo mágoas, dou risada, ouço minhas músicas, escrevo meus textos, tomo meu café e relaxo.

 

Aqui encontro proteção, refúgio. Meu esconderijo, minha casa, meu lar. Daqui não quero sair, pois aqui é meu lugar.

Anúncios

Um comentário sobre “Aqui é o meu lugar

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s