Margarina

A história é sempre a mesma: um garoto, uma garota, um beijo e no final todos nós queremos saber como termina.

Espero que você não se importe, só estou tentando mudar sua opinião na tentativa de mostrar algo novo e mais real do que as histórias que costumam nos contar. Perdoe-me pela falta de entusiasmo, eu não sou boa para escrever sobre finais felizes justamente porque não acreditar neles.

Antes que pergunte, já vou responder: Sim, eu acredito no amor e até ando meio apaixonada. Porém, isso não é suficiente para crer em um final feliz. Para sempre é muito tempo e só acontece nas campanhas publicitárias de margarina, nos roteiros de cinema e nos romances desgastados e guardados na estante.

O final da minha história? Um garoto, uma garota, um beijo, uma paixão, um amor, uma traição, uma desilusão e a separação. Engraçado, parece que não existe história sem o final feliz. Mas como essa história é minha e aqui nada é comum o final sou eu que decido.

 

( O ínicio do “rascunho” que insisto em chamar de meu livro) !

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s